Skip to content

Como construir um ótimo relacionamento entre pai e filha

Como construir um ótimo relacionamento entre pai e filha

Pode nunca ter sido uma rapariga, mas isso não deve ser uma barreira a que tenha um bom relacionamento com a sua filha. Aquilo que deseja é que a sua filha cresça e se torne numa mulher auto-confiante. Para isso, ela vai precisar da ajuda do pai.

Muitos homens sentem-se inseguros, e até receosos, no que toca a conversar com as suas filhas sobre como encarar positivamente a imagem corporal e a aparência. Talvez pensem: "Como posso ajudar? Eu não percebo nada disto."

Não se preocupe por não ter todas as respostas. Pelo contrário, melhore a sua capacidade de ouvir e ajude a sua filha no processo de resolução de problemas, incentivando-a a expressar o que está a pensar e a desenvolver possíveis soluções. Ao guiá-la, incentivando-a a confiar nas suas próprias habilidades, vai ajudá-la a enfrentar outros desafios e a desenvolver a sua auto-estima. 

Ajude a aumentar a confiança corporal da sua filha

Os comentários em relação às raparigas giram, geralmente, em torno da aparência – por exemplo, dizer "Estás linda" ou "O teu cabelo é tão bonito". Como pai, sabe que a sua filha é muito mais do que uma rapariga com uma cara bonita. Consegue dar valor à sua personalidade, aos seus talentos e à sua inteligência. Por isso, fale com ela sobre isso e seja específico, desde "foste muito simpática em partilhar com a tua irmã há pouco", até "a forma como resolveste aqueles trabalhos de casa foi muito inteligente".

Tirar o foco da aparência vai ajudar a sua filha a concentrar-se em todas as suas qualidades e a sentir-se mais segura de si mesma. Ironicamente, não falar do corpo pode ajudá-la a aumentar a sua confiança corporal positiva.

Mostre o seu lado sensível

Em muitas culturas, os homens não são incentivados a expressar os seus sentimentos, principamente quando se trata de fraquezas e vulnerabilidades. Quer ser forte para a sua família, mas isso faz com que se sinta desconfortável quando a sua filha está a lidar com um assunto delicado.

Os homens não devem ter vergonha de mostrar quem realmente são aos seus filhos. Na verdade, fazer isso ajuda a construir um melhor relacionamento entre pai e filhos e pode melhorar a comunicação entre todos.

"Quando é pai e demonstra as suas próprias fraquezas, isso dá permissão à sua filha para aceitar as suas fraquezas", diz Santiado Trabolsi, psicólogo, life coach e pai. "Essa conexão emocional gera ternura, empatia e uma comunicação honesta entre os dois".

Pense na forma como trata às mulheres

Pergunte à sua filha o ela acha que pensa sobre ela. Pode ser que não seja o que está à espera ou aquilo que quer transmitir.

Lembre-se de que as raparigas criam a percepção que têm de si mesmas com base nos comentários e atitudes que vivenciam em todos os seus relacionamentos, principalmente em casa. A forma como trata a sua filha, bem como a maneira como trata a mãe dela e outras mulheres, vai moldar a forma como ela se vê e o quão confiante ela se sente.

À medida que for crescendo, a sua filha vai formar gradualmente uma opinião sobre si mesma, que se baseia maioritariamente naquilo que acredita que os pais pensam sobre dela. A sua auto-estima vai depender do quanto se sente valorizada, respeitada e aceite.

Acabe com a barreira da comunicação

A sua filha reclama: "O meu pai nunca me ouve! Só me diz o que devo fazer!"? Quando ela desabafar, evite interrompê-la para dar a sua opinião. Se ela não perceber imediatamente o que quer dizer, pode gerar distanciamento.

Em vez disso, mostre que está interessado em ouvi-la, demonstrando empatia ao dizer algo como: "Eu sei que te sentes magoada e com raiva".

Isso levará a que a sua filha perceba que a leva a sério, contribuindo para que confie nos seus prórprios sentimentos e construa auto-conhecimento e confiança.

O seu relacionamento com ela vai influenciar todos os outros relacionamentos que ela tiver com homens ao longo da sua vida: colegas, amigos, parceiros. Pense que, um dia, ela vai apaixonar-se e reconhecer a mesma empatia, respeito e compreensão demonstrados pelo pai no namorado. Como pai, é importante ser um exemplo para ela.

Autora: Christina Berton, especialista em auto-estima e fundadora da Fundação Amara Pro Auto-estima, no México

  • 1

    Oiça sem fazer juízos de valor

    Quando a sua filha estiver preocupada, incentive-a a processar os pensamentos e a desenvolver possíveis soluções.    

  • 2

    Aceite as emoções da sua filha

    Não tente mudá-las. Faça-a perceber que entende o que ela está a sentir.    

  • 3

    Não foque a atenção na aparência, nem faça piadas sobre o assunto

    Pode parecer uma brincadeira inofensiva, mas tal atitude pode ter um efeito nefasto na sua filha.    

  • 4

    Passem bons momentos em atividades entre pai e filha

    Crie momentos especiais com a sua filha, ao fazer algo que ambos gostem, como praticar desporto, cozinhar ou ouvir música.    

  • 5

    Escreva uma carta para a sua filha

    Escreva uma carta a expressar como se sente e a dizer que tem muito orgulho nela.    

  • 6

    Deixe que ela o conheça realmente

    Admita que ainda está a trabalhar na sua auto-estima e auto-confiança.    

  • 7

    Aponte coisas que têm em comum

    Não apenas em termos de aparência, mas também em coisas nas quais ambos sejam bons, gostem ou achem engraçadas.    

  • 8

    Seja presente e sincero com a/o sua/seu parceira/o ou mulher/marido

    Fale com a/o sua/seu parceira/o ou mulher/marido, com a comunidade do Projeto Dove pela Auto-estima e com outros pais. Partilhe as suas ansiedades e peça-lhes apoio.

As mães podem ajudar na consolidação do laço entre pai e filha ao: 

  • Reconhecerem o impacto que os pais têm sobre as filhas e valorizarem a perspectiva do marido    
  • Incentivá-lo a ser mais próximo da filha