Como as mídias sociais afetam os adolescentes?

Como as mídias sociais afetam os adolescentes?

 

 

Problemas relacionados às mídias sociais permeiam todos os aspectos da vida dos jovens de hoje em dia, seja revelar informações demais sobre seu namorado ou namorada no Snapchat, ter brigas públicas com sua melhor amiga no Twitter ou sem querer convidar penetras para uma festa ao postar os detalhes do evento no Facebook.

Mas o que as mídias sociais fazem sua filha ou filho pensar sobre si mesmos? E como fazem eles se sentir? Assim como inúmeros outros pais, você pode estar buscando ajuda e conselhos para entender essa força relativamente nova na vida de todos.

Mas o que as mídias sociais fazem sua filha ou filho pensar sobre si mesmos? E como eles se sentem? Assim como inúmeros outros pais, você pode estar buscando ajuda e conselhos para entender essa força relativamente nova na vida de todos.

É importante que você se familiarize com como as mídias sociais funcionam e a influência que têm sobre seus filhos, para que você possa dar apoio para eles usá-las de maneira sadia e positiva.

Conversamos com meninas adolescentes para descobrir o que elas amam e odeiam nas redes sociais.

Meninas adolescentes, mídias sociais e popularidade

"Quando você posta alguma coisa em uma rede social, você tem que tentar não ficar preocupada com quantas 'Curtidas' vai receber. Claro que você vai notar quantas recebeu, mas você precisa se lembrar de que isso não é o mais importante. O mais importante é gostar de postar e se certificar de que suas postagens refletem quem você é e o seu mundo." Louise*, 14

Como as mídias sociais podem derrubar a autoestima de adolescentes

"Você pensa 'Vou dar só uma olhadinha', mas acaba ficando online por horas a fio. Você vê as postagens de todo mundo e fica pensando: 'Elas são tão lindas. A vida delas é tão legal'. Isso pode fazer você pensar que todo mundo está se divertindo mais do que você. Isso pode fazer você se sentir meio mal consigo mesma, porque você pensa: 'O que tem de errado comigo? Por que eu não estou me divertindo tanto quanto elas?' E o que você precisa sempre lembrar é: as pessoas postam apenas seus melhores momentos. A vida de ninguém consiste apenas de momentos positivos. Quem posta fotos nas quais está gorda ou quando seu cabelo está horroroso? Pois é, ninguém." Hannah*, 15

As mídias sociais apresentam uma versão editada da realidade

"Eu sempre via um monte de festas bacanas nas mídias sociais e ficava pensando: 'Uau, elas parecem ser muito divertidas. Por que as festas que eu vou são tão chatas?' E daí eu percebi: essas SÃO as festas às quais eu vou. Elas são chatas porque estão cheias de pessoas vidradas em seus telefones ou tirando fotos." Olivia*, 16

As mídias sociais influenciam a ideia que adolescentes têm de si mesmas (e suas selfies!)

"As pessoas inventam uma personalidade falsa. Ela postam um monte de selfies, que foram retocadas e alteradas no Photoshop. Um dia eu estava fazendo isso, eu estava alterando uma imagem no Photoshop e, quando eu terminei, eu mal me reconheci. Eu pensei: 'Essa não sou eu'. E daí eu percebi que tudo isso era ridículo e que eu genuinamente quero ser eu mesma. Então nada disso importa." Shannon*, 14

Problemas com as mídias sociais - Não dê atenção aos trolls

"As pessoas dizem coisas que nunca diriam pessoalmente. Parece que a internet dá às pessoas o 'direito' de serem mal educadas e insensatas e isso é horrível. Quando as pessoas te xingam na internet, elas não precisam ver sua reação, o que é péssimo. Eu percebi que, se você deixa esse tipo de resposta ditar sua vida, você está permitindo que essas pessoas, que são tão inseguras que não conseguem nem admitir o que sentem, afetem sua autoestima. E daí eu pensei: 'Não, muito obrigada!'" Madeleine*, 14

As mídias sociais podem mudar o que as meninas consideram aceitável

"Algumas meninas recebem muitas Curtidas e se você não for esse tipo de menina, você não receberá curtidas. A definição do que é considerado aceitável é muito restrita. As pessoas que são diferentes tem que se esforçar muito mais: elas têm que fazer coisas como usar a saia mais para cima, abrir mais botões da sua blusa, passar um monte de maquiagem ou ter um bronzeado falso. Para receber feedback positivo e mais menções, a maioria das meninas projeta uma sexualidade exacerbada. É um sinal muito triste da nossa época." India*, 16

Meninas adolescentes foram feitas para adorar as mídias sociais

Os efeitos que as mídias sociais têm sobre meninas adolescentes são contraditórios, conforme mostram as evidências científicas. Pesquisas indicam que esses meios podem tanto ajudar quando prejudicar a autoestima e aceitação de meninas.

De acordo com a psicóloga clínica e mãe de duas meninas adolescentes, Dra. Tara Cousineau, os pais precisam entender que jovens foram feitos para socializar.

O que faz com que as mídias sociais sejam tão cativantes para os jovens em geral, e em especial para meninas adolescentes, é a combinação de duas características da adolescência em meninas. Uma é o instinto primitivo de buscar conexões além da sua família, aumentar seu círculo social e fazer novas amizades. E a outra é o ímpeto natural que elas têm por atividades que deixam a mente mais aberta e afiada.

"As mídias sociais são tão cativantes nessa idade porque atendem as necessidades das adolescentes por amizade e estímulo cerebral", explica a Dra. Cousineau. "Não é como se as meninas estejam deliberadamente tentando ser difíceis ou teimosas por causa disso. Elas simplesmente não conseguem ficar longe. As mídias sociais capturam sua atenção e compreender isso é fundamental para você poder ajudar sua filha."

Preparando seus filhos para o sucesso nas mídias sociais

Como você pode ajudar seus filhos a usar as mídias sociais de maneira correta? Você quer que eles descubram quem realmente são, e não fiquem obcecados por se comparar com os outros ou sempre queiram melhorar sua foto de perfil. Você quer que eles tenha uma noção sólida de quem são com base em seus talentos, qualidades e amizades tangíveis.

Não existe nenhum atalho para a autoestima. Ela surge a partir de relacionamentos sólidos e atingir metas, o que significa que é algo que seus filhos vão construir aos poucos. A melhor coisa que você pode fazer para ajudá-los é servir de exemplo e demonstrar uma noção sólida sobre quem você é em sua própria vida (real e virtual). Quando a oportunidade surgir, fale sobre amigos verdadeiros e auto-respeito. Se você tem problemas com sua autoestima, procure ajuda. Ao lidar com seus problemas, você estará ajudando seus filhos também.  

*Alteramos os nomes das pessoas cujas histórias compartilhamos nestas páginas para proteger sua privacidade, mas todas as histórias são verídicas.


Lista de ações: Limitando a influência das mídias sociais

  • 1.

     Incentive sua família a tirar folga dos aparelhos digitais

    Pesquisas conduzidas pela Sociedade Britânica de Psicologia (British Psychological Society) revelam que checar constantemente seu telefone para ver atualizações nas redes sociais pode aumentar o estresse. Todos nós precisamos de momentos em que estamos desconectados das mídias sociais para nos concentrarmos em relacionamentos reais e atuais. Por exemplo, esse horário pode ser marcado para durante as refeições, depois de um certo horário todas as noites ou aos sábados, quando vocês estiverem jogando alguma coisa ou assistindo televisão juntos.

  • 2.

    Faça dos quartos uma área sem mídias sociais

    Sugira que todos da sua família desliguem seus telefones, computadores e tablets um pouco antes de irem para cama e não deixem seus aparelhos em seus criados-mudos. Pela manhã, faça com que todo mundo levante e se vista ANTES de ligar seu smartphone e checar as redes sociais

  • 3.

    Crie regras para presença em mídias sociais

    Incentive seus filhos e os outros membros da sua família a concordarem com algumas regras para todos com relação ao uso das mídias sociais. Escreva as regras e revise-as a cada seis meses

Próximos passos

  • Mídias sociais podem ter muitos efeitos positivos na vida dos jovens, mas precisamos ensiná-los a usá-las com sabedoria, de maneira equilibrada e sadia. Converse com seus filhos sobre como eles usam mídias sociais. Se você perceber sentimentos ou comportamento negativos, tome uma atitude.
  • Comece falando sobre como todos nós nos comportamos nas mídias sociais. É fácil 'se viciar' e ficar checando atualizações e postando comentários incessantemente. Se isso estiver se tornando um problema para eles, peça para eles sugerirem mudanças que poderia fazer ao seu comportamento. 
  • Fale com sua filha ou filho sobre a realidade de vida das pessoas em comparação com o que é postado na internet. Explore a diferença entre 'pontos altos editados' e o que realmente acontece
  • Pense em atividades substitutas para entreter e interessar sua filha ou filho no mundo real enquanto vocês estão tirando uma folga das redes sociais.
  • Leia nosso artigo: Por que as mídias sociais são tão importantes para os jovens? Ele fala sobre o que pais e filhos adolescentes precisam saber com relação às mídias sociais.