Mudanças de humor: como lidar com mudanças emocionais durante a puberdade

Mudanças de humor: como lidar com mudanças emocionais durante a puberdade

Muito tempo atrás você tinha uma filhinha que não tinha preocupações e que contava tudo para você (e para seu ursinho de pelúcia também). Agora que ela está passando pela puberdade, você vai notar algumas mudanças. Por causa disso, criamos uma lista de ações para ajudar você e sua filha a navegarem por este período de turbulências.

A puberdade é uma época de muita incerteza, tanto para sua filha quanto para você. O humor dela pode mudar de uma hora para outra e ela pode passar de querer ser tratada como adultra a desejar voltar à inocência da infância. Suas mudanças de humor podem surpreendê-la tanto quanto você.

Mudanças de humor durante a puberdade não são novidade

De acordo com a psicóloga clínica e autora especializada em imagem corporal Dra. Joana de Vilhena Novaes, tudo isso é de se esperar. "A adolescência é uma época muito incerta, na qual mudanças físicas imprevisíveis são acompanhadas por confusão emocional e questões sobre identidade. Tudo isso faz parte de se tornar uma jovem adulta," segundo ela.

"Ela quer, e é esperado dela, ter mais responsabilidades, mas ela pode frequentemente se sentir como se ainda fosse uma menininha. Ao mesmo tempo, ela provavelmente não quer admitir que está com medo dessas novas responsabilidades e o seu crescente desejo por independência pode fazer com que ela discorde quase que compulsivamente de tudo o que você diz,  com o intuito de buscar diferenciação."

Interesse por novas atividades

Talvez você note que sua filha começou a perder o interesse por atividades que ela costumava amar. Agora ela quer fazer coisas diferentes.

"Minha filha extrovertida de repente ficou tímida e parou de querer fazer coisas que amava, como aulas de dança. Eu acho que é porque ela se sente muito envergonhada, mas eu não tenho certeza se isso é dela mesma ou se está vindo de outro lugar," diz Jo, mãe de uma adolescente.

Isso é perfeitamente normal, conforme explica a Dra. Novaes."Durante a tempestade psicológica que é a adolescência, tomar controle (ou pelo menos tentar) das atividades que foram previamente escolhidas para você pode parecer como uma forma de amadurecimento e um meio de se tornar adulta, além de fortalecer sua identidade própria. Ao mesmo tempo, pode ser uma maneira de controlar preocupações emocionais e de identidade que causam confusão interna ou mesmo uma tentativa de impressionar um grupo de amigos com comportamento rebelde."  

Pode ser uma surpresa enorme quando sua filha doce e carinhosa começa a passar por mudanças drásticas de humor. Ofereça apoio a ela durante essa fase de mudanças: esteja preparada, fique calma e saiba o que ela precisa de você para lidar com cada tipo de humor.

* Alteramos os nomes das pessoas cujas histórias compartilhamos nestas páginas para proteger sua privacidade, mas todas as histórias são verídicas.

  • 1

    Fique calma

    Avalie o humor dela diariamente sem fazer muito alarde. Ela parece estar retraída, carente ou animada? Aja de acordo, mas tente não chamar atenção para as mudanças em seu humor.

  • 2

    Encare um dia de cada vez

    Veja o que ela precisa a cada dia. Seria uma conversa como adulta? Ou ficar no sofá com seu ursinho favorito e um chocolate quente? Faça o que você sentir que é certo para lhe ajudar com suas mudanças de humor.

  • 3

    Compartilhe suas experiências

    Diga lhe que o que está acontecendo é normal e ajude-a a se expressar ao contar como você se sentia durante a puberdade. Falar abertamente pode acabar com parte do mistério e medo que envolvem os sintomas da puberdade e pode fortalecer os laços que existem entre vocês.

  • 4

    Mantenha a cabeça aberta

    Se ela não se interessa mais pelas atividades das quais costumava gostar, procure novas alternativas. Ofereça fazerem algo juntas ou convidar uma amiga para ir junto com vocês para ser mais divertido.

  • 5

    Não deixe que ela se retraia 

    Incentive-a a continuar com algumas atividades. Se ela se mostrar resoluta em parar com todas as atividades antigas, procure novas maneiras para ela se expressar, se movimentar e socializar. Talvez atividades mais 'adultas' como yoga ou pilates sejam uma boa opção.

Próximos Passos

  • Converse com sua filha e seja uma boa ouvinte. Como ela se sente com relação a tudo que está acontecendo? Ela já se surpreendeu alguma vez com seus próprios sentimentos?
  • Tranquilize-a dizendo que tudo o que está acontecendo é normal e compartilhe com ela suas próprias histórias para mostrar que você entende o que ela está passando.
  • Às vezes ela simplesmente não vai querer conversar, então não insista. Apenas deixe claro que você está à disposição para quando ela precisar de você.
  • Não se deixe distrair por coisas como o celular ou a televisão quando ela estiver com vontade de conversar.