Skip to content

Por que os agressores fazem bullying?

Por que os agressores fazem bullying?

O bullying é algo terrível e pode afetar-nos em qualquer idade. Se os seus filhos estiverem a sofrer bullying, utilize a nossa lista de ações para ajudá-los a perceber por que está a acontecer e como podem combatê-lo.

Arriscar ser diferente - por que as pessoas fazem bullying

Quando está a sofrer bullying, as razões podem ser incompreensíveis. Se os seus filhos são vítimas, eles - e você - estão provavelmente a questionar-se porquê. É importante lembrar-se que um sentimento de inadequação da parte do agressor muitas vezes gera provocação e bullying.

Se os seus filhos sofrerem ou testemunharem bullying, conversem juntos sobre as possíveis motivações do agressor. Ajude-os a reconhecer que toda gente é diferente e que a diversidade é algo fantástico - mas que nem sempre os outros vêem assim. Frequentemente, a falta de compreensão ou insegurança por parte do agressor, leva-o a provocar aqueles que são diferentes dele.

O que torna alguém num agressor?

Por vezes, os agressores têm razões mais profundas, como problemas em casa ou terem sofrido bullying eles próprios ou outros problemas que estão a tentar ultrapassar, por isso podem estar a sentir-se zangados ou vulneráveis.

Quando Judite ajudou a sua filha Beatriz a confrontar o seu agressor, acabou por descobrir a razão por detrás do seu comportamento. "A criança disse à minha filha que o fez porque ela tinha pais e uma casa muito bonita", diz Judite. Isto não torna o bullying em algo aceitável, mas, como Judite reconheceu, "era claramente um ato de inveja".

Enquanto fazer bullying nunca é aceitável, compreender por que as pessoas o fazem pode ajudar a colocar os comentários do agressor em perspectiva. Ao ensinar sobre bullying, vai ajudar os seus filhos a abordar os agressores com uma mentalidade diferente, e possivelmente prevenir que se magoem.

Para proteger a privacidade alterámos os nomes das pessoas nas histórias, mas elas são genuínas.

Siga as sugestões da psicoterapeuta e especialista em imagem corporal Dra. Susie Orbach para ajudar os seus filhos a perceberem melhor o mundo de um agressor:

  • 1

    Inicie a conversa

    Se um programa de televisão ou um filme que os seus filhos vejam inclui bullying, use-o como ponto de partida para conversarem sobre a razão pela qual o agressor se comporta daquela forma. Para os mais novos, utilize histórias sobre bullying, tais como a Cinderela. Pergunte: "O que achas da forma como as irmãs da Cinderela a tratam?"    

  • 2

    Entre dentro da cabeça de um agressor

    Alguns agressores vêm de casas com problemas. Ajude os seus filhos a perceber como as suas próprias vidas numa família feliz contribuem para a confiança deles, e que os outros podem não ter tanta sorte. Se for um amigo a fazer comentários maldosos, pensar sobre a razão para tal pode dar confiança aos seus filhos para confrontar o amigo e dar-lhe a ajuda e o apoio de que precisa para parar de descarregar os seus sentimentos nos outros.    

Próximos passos    

  • O bullying pode ter consequências duradouras, portanto apoie os seus filhos partilhando A Carta Desafio: como lidar com agressores ("The Letter Challenge: dealing with bullies") para ajudá-los a imporem-se e sentirem-se bem com eles próprios.    
  • Ajude os seus filhos a perceber que as coisas com que o agressor implica são normalmente coisas de que têm inveja ou sentem falta.    
  • Incentive os seus filhos a conversar sobre os seus sentimentos com os amigos para que não se sintam isolados.