Skip to content

Estar seguro online: os efeitos das redes sociais nos jovens

Hoje em dia, acompanhar os jovens nas redes sociais pode ser assustador para os pais, especialmente quando os jovens mudam de redes sociais e de fotografia de perfil tão frequentemente quanto mudam de meias. 

Falámos com especialistas, pais e jovens para reunir conselhos úteis para ajudá-lo a perceber o universo online dos seus filhos, e também trazê-los de volta à Terra.

Hoje em dia, acompanhar os jovens nas redes sociais pode ser assustador para os pais, especialmente quando os jovens mudam de redes sociais e de fotografia de perfil tão frequentemente quanto mudam de meias. 

Falámos com especialistas, pais e jovens para reunir conselhos úteis para ajudá-lo a perceber o universo online dos seus filhos, e também trazê-los de volta à Terra.

Preparando o seu filho para lidar com o mundo online

Aceite que nunca vai estar à frente dos seus filhos no que diz respeito à tecnologia e foque-se nos riscos das redes sociais. Os recursos mais importantes para ajudá-los a lidar com os desafios de hoje são os mesmos que os pais sempre tiveram de dar aos seus filhos:

  • Autoconfiança
  • Propósito
  • Aperceberem-se de que o mundo não gira à volta deles; têm de estar preparados tanto para dar como para receber

Organize tempo para conversar

Converse com os seus filhos sobre o que se está a passar na vida deles - tanto online como offline - e sobre o que os aborrece. Ouça atentamente e responda com sinceridade.

Partilhe as suas experiências nas redes sociais

Fale sobre o papel das tecnologias digitais e das redes sociais nas suas vidas. O que os seus filhos adoram nelas e o que acham assustador? Fale sobre o seu próprio uso das tecnologias também. Se já se sentiu debilitado pelas redes sociais, explique como isso o fez sentir e o que fez acerca disso

Equilibre o mundo online e o mundo real

Ajude os seus filhos a gostarem de experiências na vida real em paralelo com as suas vidas online. Se as redes sociais servem para melhorar a auto-estima dos seus filhos, em vez de reduzi-la, eles vão ter de ser bem sucedidos na vida real - portanto, fazê-los participar nela é essencial.

Manter as redes sociais privadas

Pesquisas mostram que os adolescentes estão a descobrir maneiras de manter os seus detalhes e posts privados nas redes sociais, mas convém assegurar-se de que os seus filhos têm consciência das ferramentas de privacidade e que estão a usá-las.

Ofereça ajuda se for preciso, especialmente para adolescentes mais jovens

Mostre que "público" é o modo por defeito porque é mais lucrativo para a empresa por trás da rede social. É muito mais seguro para os seus filhos usarem as ferramentas de privacidade que lhes permitem - e a si - decidir quem pode ou não pode ver as fotografias e mensagens que eles colocam online.

Mesmo quando os seus filhos estão a usar as ferramentas de privacidade, encoraje-os a pensar cuidadosamente antes de colocar qualquer coisa online. Incite-os a parar e pensar, antes de escrever uma mensagem ou colocar uma fotografia em qualquer sítio da internet ou rede social. Eles ficariam felizes se os avós ou um vizinho visse? E um professor, um potencial empregador ou futuro parceiro? Lembre-lhes de que ainda que pareça desaparecer, tudo o que está online fica para sempre.

Em vez de se apressarem a reagir a algo, é muitas vezes melhor respirar fundo. Uma pausa vai dar-lhes tempo para responder de forma inteligente, ou para não responder de todo. É melhor não colocarem nada online do que se arrependerem mais tarde.

Membros da sua família passam muito tempo online ou a utilizar dispositivos digitais? Pode ser útil conversar sobre a utilização por parte da sua família e desenvolver algumas regras partilhadas para as redes sociais.

  • 1

    Construa confiança

    É importante que tenha confiança nos seus filhos para tomarem decisões inteligentes e desenvolver a confiança deles nos pais, para não serem demasiado controladores e ansiosos. Tenha regras claras em família sobre quando é apropriado estar online ou a usar dispositivos, e sobre o tipo de conteúdo que é partilhado e quem pode vê-lo.

  • 2

    Estabeleça um período não digital

    Haverá momentos em que vai querer que os membros da sua família se foquem uns nos outros, sem serem interrompidos por dispositivos digitais - por exemplo, durante as refeições, ocasiões em família e depois de uma certa hora à noite. Pergunte ao resto da família se concordam com isto. Tenha uma conversa sobre a regra "não digital" para estes momentos, depois escreva tudo num papel e coloque onde todos possam ver.

  • 3

    Seja um bom exemplo

    Se não quer que os seus filhos se comparem negativamente a pessoas que vêem online, então não os compare com os amigos, e não se compare a si próprio com os outros também. Se, por exemplo, os seus filhos estão a comparar-se com celebridades online, então eles estão a comparar-se com uma imagem idealizada, que pode acabar por debilitar a auto-estima e a imagem corporal positiva deles.

  • 4

    Construa força interior

    Parte de se manter seguro nas redes sociais é mantendo um forte sentido de si mesmo. Fale com os seus filhos sobre quem realmente são e as suas melhores qualidades.

  • 5

    Ajude os seus filhos com os seus problemas pessoais

    Pergunte aos seus filhos o que gostariam de saber fazer melhor, ou se existe algum traço de personalidade que gostariam de mudar, e porque é importante para eles. Depois, converse sobre maneiras de trabalhar nessas questões e de ter apoio dos outros.