História da Laura

A beleza real é profunda. Foi por essa razão que selecionámos as mulheres para a nossa nova campanha da loção de corpo apenas com base nas suas histórias incríveis. Sem fotografias, nem entrevistas em vídeo – apenas mulheres inspiradoras, com percursos inspiradores. Porque a beleza não se limita à superfície.

Pensar em tubarões é suficiente para manter a maioria de nós fora da água… mas é precisamente por eles que Laura se aventura nela. Fotógrafa marinha com uma paixão pela fotografia de tubarões, Laura é destemida quando mergulha nas profundezas do oceano – e ainda mais destemida sobre a opinião que os outros têm do seu trabalho. Ela revela tudo sobre nadar lado a lado com milhares de tubarões, como o oceano afeta a sua pele, e o porquê da sua história ir tão mais além daquilo que é visível.

“Consigo lembrar-me claramente da primeira vez que estive cara a cara com um tubarão. Tinha 17 ou 18 anos, e era muito apaixonada pelo oceano. Um dia estava a nadar entre duas cabeças de coral enormes e senti que estava a ser observada; olhei para a minha direita e lá estava o tubarão. Encontrava-se imóvel na água com uma aparente facilidade, enquanto eu me debatia contra uma corrente ondulante para conseguir manter a minha posição. Estava absolutamente aterrorizada: eu tinha esta ideia que os tubarões são monstros irracionais comedores de pessoas, e isso destruiu completamente a minha paixão pelo oceano. Mas decidi que, se algo ia tirar-me aquilo que eu tanto amava, precisava de aprender mais sobre isso… e ao aprender sobre eles, os tubarões transformaram-se na minha paixão.

Não consigo de maneira nenhuma contabilizar quantos tubarões encontrei desde esse momento, foram milhares! A chave está em permanecer muito calma; eles são atraídos pela energia positiva. Uma vez, estava no barco de um amigo na Flórida e detetei um tubarão-tigre ao fundo da linha de pesca. Ao puxá-la, o tubarão seguiu-a lentamente e veio ter diretamente à minha câmara. Fiquei com ele na água durante cerca de 45 minutos, foi como se estivéssemos a dançar, foi sem dúvida o meu momento favorito.

Tenho tido uma sorte incrível, mas é preciso ser flexível: a fotografia subaquática é impossível de planear. Posso mergulhar em busca de tubarões-martelo e apenas encontrar tubarões comuns. Durante um dia típico de mergulho efetuo cerca de quatro mergulhos – portanto estou constantemente dentro e fora de água, e enquanto estou no barco tenho o vento, o sol e a água salgada a baterem simultaneamente na minha pele. A minha pele fica tão esticada; assim que a hidrato fica novamente seca, por isso bebo imensa água e hidrato a minha pele com regularidade.

Penso que a imagem que temos de um fotógrafo de tubarões é a de um homem grande e musculado que luta com tubarões, mas a realidade é bem diferente, por isso é extremamente revigorante ser escolhida para uma campanha sobre a pele com base na minha história, sem sequer ter sido vista. É algo notável… envia uma mensagem tão positiva às jovens mulheres, que aquilo que são também as faz serem bonitas.”

Vá além da superfície da pele. Descubra aqui as histórias incríveis por trás da nossa nova campanha da loção de corpo.