Ajudando a proteger o estilo pessoal da sua filha frente à pressão negativa

Ajudando a proteger o estilo pessoal da sua filha frente à pressão negativa

À medida que as crianças crescem, aumenta a pressão para substituirem seu estilo pessoal pela moda aprovada pelo grupo. Como você pode ajudar sua filha a resistir à pressão negativa e se manter verdadeira ao seu estilo único?

Resistindo à pressão de ser igual aos outros

Quando nossas filhas são pequenas, é fácil incentivar seu estilo pessoal porque todas as suas roupas são, ao mesmo tempo, fofas e arrojadas, além de serem adoradas por todos. Porém, quando aquela menininha de cinco anos, adorável e corajosa, que saía por aí com um tutu e capacete de astronauta cresce, a ansiedade com relação à sua aparência toma frente e qualquer visual diferente que demonstre sua personalidade pode ser rejeitado pela sociedade. A pressão que as meninas sofrem para serem iguais à maioria, de forma a agradar seus amigos, pais e meninos pode ser muito intensa.

"Os pais precisam entender que esta geração de meninas está enfrentando uma pressão sem precedentes por parte dos amigos e do mercado," diz Rachel Simmons, autora do best-seller Odd Girl Out (A menina diferente) e co-fundadora do Instituto de Liderança para Meninas, "Essa forças são muito poderosas e compelem meninas a quererem se encaixar."

Como os pais podem ajudar suas filhas a encontrarem o equilíbrio entre lidar com a pressão para se encaixar e o desejo de desenvolver um estilo pessoal único?

Seguir tendências x estilo pessoal

Brincar com tendências pode ser divertido. Porém, quando garotas copiam um visual só porque suas amigas o estão usando (ou porque é o que ditam as páginas de moda e beleza), elas podem estar "na moda", mas isso não é a mesma coisa que ter seu próprio estilo pessoal.

"Garotas geralmente dizem que gostam de se expressar e ser únicas," diz Alison Deyette, apresentadora de televisão, stylist e especialista em estilo de vida, "mas quando você as vê ao lado de suas amigas, elas são todas iguais." Ela explica que as meninas geralmente seguem a moda sem pensar, ao invés de aprenderem como incorporar elementos de uma tendência ao seu estilo próprio.

Incentive sua filha a usar roupas que lhe caem bem e refletem sua personalidade, para depois incorporar elementos da moda ao seu visual. (Por exemplo, um sapato ou outro acessório com estampa de oncinha, se uma roupa de oncinha não for muito seu estilo.) Ajudá-la a aprender como melhor usar tendências de moda e beleza vai aumentar sua confiança corporal e incentivá-la a apreciar sua individualidade.

Dê valor às suas opiniões sobre estilo pessoal

É importante que você estimule os esforços da sua filha para cultivar a autoexpressão e desenvolver seu estilo pessoal próprio. Demonstre que você dá valor à sua opinião ao pedir a opinião dela com relação às suas escolhas de moda. Analisem juntas o guarda-roupa dela para verem quais itens lhe caem bem e refletem seu estilo. Depois, façam a mesma coisa com as suas roupas e peça para sua filha dar sua opinião honesta sobre o seu visual. Por fim, vocês podem sair para fazer compras juntas e ajudarem uma a outra a escolher itens estratégicos que sejam lindos e caiam perfeitamente.

Identificando um estilo único

Brinquem de escolher mulheres (e homens!) que tenham um estilo pessoal fabuloso. Conversem sobre como as escolhas dessas pessoas em termos de moda e beleza passam uma mensagem sobre quem elas realmente são. Quando sua filha vir pessoas reais sendo únicas e se divertindo com a moda, ter um determinado visual só para agradar seus amigos pode perder a graça.

Próximos passos

  • Marque um horário com sua filha para vocês analisarem o que ela tem no guarda-roupa e depois façam o mesmo com o seu. Cada uma deve experimentar tudo o que tem e ficar apenas com os itens que lhe fazem sentir incrível. Determine quais modelos e cores combinam melhor com cada uma de vocês e porque, para que vocês possam usar esse conhecimento em suas próximas compras.
  • Avaliem juntas as novas tendências da estação. Do que vocês gostam e o que odeiam? Quais tendências cada uma de vocês quer experimentar e quais vocês pretendem evitar? Ajude-a a ver que incorporar tendências ao seu estilo pessoal deve ser uma escolha consciente, ao invés de ser apenas uma obrigação por causa dos amigos.
  • Estabeleça um valor máximo e experimentem ir fazer compras em lugares novos, ao invés de irem às mesmas lojas genéricas de sempre onde as amigas da sua filha fazem compras. Que tal um mercado, brechó ou uma butique independente? Desafiem-se a achar pelo menos uma peça fabulosa (mesmo que vocês não comprem nada)
  • Continue a conversar com sua filha sobre o assunto e a incentivá-la. Faça com que o compartilhamento de ideias sobre estilo pessoal seja uma experiência divertida que reforça os laços entre vocês.